Buscar
  • construcorreformas

Retro-iluminação e luzes indiretas: opções de iluminação oculta para vários ambientes


Que uma correta iluminação é o segredo de muitos cômodos todos nós já sabemos. Mas como conseguir isso não é algo tão simples, já que as possibilidades são múltiplas. As luzes indiretas são as mais adequadas para certos tipos de ambientes. Também os elementos retro-iluminados nos proporcionam um tipo de iluminação que nos permite brincar com estados de ânimo e aportar personalidade aos cômodos. Hoje a CONSTRUCOR traz para você conhecer algumas maneiras diferentes e sutis de iluminar os ambientes. Vamos conferir?

ILUMINAÇÃO INDIRETA

Com a iluminação indireta, a fonte de luz (normalmente um LED) fica oculta e a luz se dispersa pelo cômodo ao refletir-se no teto, parede ou no piso. É um modo sutil de iluminar já que desta maneira elimina-se os brilhos e sombras.

ILUMINAÇÃO INDIRETA COM SANCAS

Uma opção para conseguir iluminação indireta é instalar os LEDs no interior de uma sanca. A fonte luminosa fica oculta e a luz poderá se expandir para baixo ou para o teto dependendo de sua colocação. Existem muitas opções e o resultado é cálido e acolhedor.

ILUMINAÇÃO INDIRETA NO PISO

Pode-se instalar luminárias no piso para conseguir que a luz saia diretamente dele. Nos corredores resultam muito bem e decoram por si só.

ILUMINAÇÃO DIFUSA

É um tipo de iluminação com uma mistura de luz direta e indireta que transforma atmosferas em ambientes muito agradáveis. Faz com que aproximadamente 50% da luz se dirija até o teto e a partir dali se reflita em todo o ambiente. A metade restante se dirige até uma área concreta que se pretende iluminar mediante difusores de vidro branco, o que provoca uma luz suave.

ILUMINAR COM PEDRAS NATURAIS

As pedras naturais, como o Onyx, alabastro, o quartzo ou o mármore com um corte ultrafino são uma das melhores opções para difundir as luzes integradas. O próprio material fica bem em muitos tipos de decorações e ao ser iluminado, normalmente com LEDs, aporta calidez aos cômodos.

O CORIAN RETRO-ILUMINADO

O Corian é um material sintético muito resistente composto por resina acrílica e hidróxido de alumínio. Sua capacidade translucida, a facilidade de modelagem e a possibilidade de realizar desenhos sem juntas aparentes o transforma num material estupendo para usar retro-iluminado em espessuras mais finas. Seu preço elevado é uma de suas maiores desvantagens.

NOVOS MATERIAIS: CIMENTO TRANSLÚCIDO ILUMINADO

No campo dos cimentos foi desenvolvido recentemente um material translucido que funciona muito bem para ser iluminado pela parte de traz. É 30% mais leve que o concreto tradicional graças a aditivos e pode-se incluir luminárias em seu interior. Por ser um material relativamente novo seu uso ainda não é popular, mas isso é uma questão de tempo.

ILUMINAR COM PAINÉIS, PORTAS E OUTROS ELEMENTOS

A iluminação nem sempre precisa ser feita através de luminárias. Certos móveis auxiliares, painéis ou outros elementos arquitetônicos podem aportar luz ambiental através dos materiais com os quais estão fabricados. Por exemplo, na reforma deste apartamento a porta do banheiro feita em policarbonato atua como luminária.

LUZ OCULTA

Para conseguir usar a luz de forma adequada é importante que a iluminação seja planejada corretamente no projeto desde o início. Com a ajuda de um profissional com certeza você conseguirá um ótimo resultado.

Fonte: Habitissimo

#iluminação #iluminaçãooculta #retroiluminação

104 visualizações