Buscar
  • construcorreformas

Misturando pisos: a bola da vez!


Mix and Match... já ouviu dizer? Pois esta é a nova tendência que segue acompanhando nossas reformas. Nada mais é do que misturar diferentes tipos de pisos, com cores e/ou texturas diferentes, para demarcar uma área ou fazer uma transição de ambientes, principalmente quando eles estão integrados. Para o resultado ficar perfeito, além de boas idéias, é necessário uma equipe especializada, pois não é qualquer combinação que se adéqua ao local escolhido. Por isso a CONSTRUCOR é a empresa indicada para lhe ajudar! Entre em contato conosco para maiores informações (contato.construcor@gmail.com).

Agora, confira algumas boas idéias que separamos para você se inspirar.

UMA FAIXA PARA A VARANDA

Trazer o verde para perto, mesmo no quinto andar de um edifício em São Paulo: foi com base nesse desejo dos moradores que o projeto incluiu uma espécie de quintal junto ao janelão da sala. A fartura de luz natural deixa o ambiente convidativo e os seixos no chão criam a sensação de espaço externo. O trabalho artesanal incluiu a seleção e aplicação manual das pedrinhas sobre a massa cimentada e ainda um perfil de alumínio para delimitar a fronteira com o tacão do restante da área.

SPA PARTICULAR

Nesse projeto, o andar inteiro é dedicado totalmente a um spa particular. A paginação de piso é o que chama atenção. Para proteger a madeira, foi colocado mármore, cortado em hexágonos, embaixo da banheira, trazendo um visual incrível. Toques de dourado nos metais trazem elegância. E para completar, uma porta de correr traz a vista do rooftop para dentro do ambiente.

MOVIMENTO SUTIL

Num imóvel compacto – são apenas 19 m² – integrar ambientes é quase imperativo. Como o cimento queimado nem sempre facilita a limpeza da cozinha, coube às pastilhas cerâmicas aplicadas nos 2 m² da área sujeita à umidade agilizar a manutenção. Para garantir o nivelamento, elas foram colocadas primeiro e o resultado parece se fundir no cinza.

ALÉM DOS LIMITES

Nesta cafeteria, os subwaytiles que revestem a frente do balcão, extrapolam os limites e avançam sobre o piso de cimento criando um efeito de continuidade.

PASSAGEM FLUIDA

Depois de abrir a cozinha para a área social, buscou-se um recurso que marcasse discretamente as novas funções de cada espaço do apartamento paulistano. O porcelanato hexagonal foi aplicado antes. Em seguida, o cimento polimérico reforçado contra trincas preencheu a área livre, cobrindo, inclusive, conduítes de automação espalhados pelo piso.

PONTO DE FOCO

Neste hall de entrada o piso se torna o ponto focal do projeto. O ambiente de cores neutras ganha vida com a mistura fica de cores em degradê, que vão desde o roxo escuro até um rosa mais claro, se misturando aos tacos de madeira clara.

CORES NA SUÍTE

Ao transformar dois banheiros em um, criou-se uma sala de banho com 8 m² para o relax da moradora. Ainda abriu-se a suíte para o quarto, o que fez sentido repetir a madeira cumaru nos dois ambientes. Três tons de ladrilhos hidráulicos devidamente impermeabilizados protegem as áreas molhadas: a frente da banheira, o interior do boxe e o trecho junto à pia.

NAS PAREDES

Nesse banheiro, os ladrilhos hidráulicos hexagonais criam um desenho incrível, o azul com listras brancas criam desenhos orgânicos lindos. Aqui, diferentemente dos outros, a mistura acontece nas paredes onde a composição vai se fragmentando até desaparecer.

ENTRE O ANTIGO E O NOVO

A perobinha original era uma das preciosidades do apartamento, por isso planejou-se um arremate que deixasse o espaço mais atual. Os ladrilhos hidráulicos hexagonais emolduram o encontro entre a madeira e o cimento queimado à frente. A aplicação de resina hidrofugante protege os materiais da umidade.

ENTRE AMBIENTES

A transição entre sala e cozinha deste apartamento de puro despojamento, se dá de forma suave com os ladrilhos branco e azul penetrando os tacos pintados de preto, realçando ainda mais as colunas com cimento aparente.

TAPETE ATÉ O JARDIM

Neste endereço paulistano, dentro e fora de casa são conceitos relativos. De um lado, a sala de refeições exibe assoalho de tauari; do outro, o bangalô conta com um arremate de cimento para resistir às intempéries – e, no meio do caminho, reina o tapete de 25 m² feito de cerâmica. Na ponta do lápis, a estampa avança 2,90 m para o interior e 2,20 m para além do pórtico.

PRETO NO BRANCO

Nesta cozinha o preto e o branco tomam conta do piso e paredes, misturando-se e criando uma ilusão visual em que não se sabe onde começa um e termina o outro. Os hexágonos realçam ainda mais a decoração industrial.

MISTURA DE MATERIAIS

O hall de entrada ganha um tom divertido ao misturar o piso frio de azulejos com tacos de madeira, aquecendo visualmente e fisicamente o espaço.

O ambiente branco é invadido pela cor laranja viva que cobre todas as superfícies da escada. Uma boa opção para quem não quer passar por uma reforma.

#misturadepisos #mixandmatch

28 visualizações