Buscar
  • construcorreformas

Tira-dúvidas da obra: por que impermeabilizar o banheiro é importante?


Saiba os motivos que tornam essa etapa tão fundamental.

E não se esqueça: para evitar dores de cabeças, o seu projeto tem que ser realizado com quem entende. Ligue agora para a Construcor e agende uma visita! 11 98132-5973 / 11-94775-1619

Na construção residencial, o custo da impermeabilização de um banheiro consome menos de 1% do valor total da obra. Porém, esse é o cômodo que mais requer cuidados, pois sofre com a presença de água das seguintes formas: diretamente no piso, por percolação nas paredes (escorre e penetra pelos poros e pelo rejunte) e com o vapor que atinge o teto. Mesmo assim, muita gente negligencia a escolha dessa proteção ou deixa a tarefa para o acabamento, ao confiar na baixa porosidade do porcelanato ou da pedra natural tratada, e se esquece do ponto fraco – o rejunte. O fato é que a impermeabilização configura um procedimento essencial para garantir o conforto, a higiene e a saúde dos moradores, uma vez que a ausência de umidade desencoraja o aparecimento de bolor.

A aplicação adequada do produto impermeabilizante aumenta a vida útil dos diversos componentes da habitação e garante a segurança das estruturas, já que as ferragens se mantêm resguardadas da oxidação. Também há vantagens financeiras, pois a manutenção da pintura e do revestimento ficará mais espaçada. Ainda sobre o fator economia: no caso da necessidade de corrigir a proteção contra a água em áreas molhadas, será preciso remover o acabamento. Nessa situação, o reparo pode superar em 10% o custo da obra em função do tipo e da quantidade de revestimento a ser refeito. Vale ressaltar que uma residência com boa manutenção agrega cerca de 10 a 20% ao valor do imóvel no decorrer dos anos.

Para que tudo funcione perfeitamente, a manta ou a membrana impermeabilizante deve subir pelas paredes pelo menos 20 cm acima do piso acabado. Dentro do boxe, ela precisa se estender até 1,90 m de altura; na banheira, outros 50 cm acima da borda. No forro, basta pintura com tinta látex acrílica antimofo.

Os sistemas de membranas se mostram ideais para áreas pequenas e com muitos recortes e interferências (tubos, ralos etc.), pois agilizam a aplicação. Também possibilitam assentar o revestimento diretamente sobre a impermeabilização, o que conta pontos quando aumentar a espessura do piso vira um complicador.

Um dos problemas mais freqüentes em banheiros é o empoçamento de água no piso e, conseqüentemente, a infiltração. Uma das causas está na falta de caimento do piso: deve haver um desnível de 1% entre os cantos da parede na direção dos ralos, para favorecer o escoamento da água. Os cantos, ou seja, os pontos formados pelo encontro da parede com a laje do piso, precisam ser arredondados, no formato do que na construção civil se convencionou chamar "meia-cana". A medida minimiza o surgimento de trincas no local. Se houver falha na fixação das cantoneiras, no encontro de diferentes planos, ao se destacarem podem também acarretar danos ao revestimento cerâmico, permitindo assim a infiltração de água. O mesmo problema ocorre com a fixação do ralo, quando feita acima do nível do piso acabado. Um dos maiores vilões de áreas como o banheiro, principalmente no box, é a deficiência na fixação dos ralos. O fundamental é considerar que os materiais possuem diferentes coeficientes de dilatação e que, se não estiverem bem ajustados, é comum o aparecimento de fissuras no encontro do ralo com o piso. O mesmo deve ser considerado para evitar falhas no rejuntamento dos azulejos e na calafetação no box e demais esquadrias. No mais, a manutenção periódica é sempre indispensável. Tanto para quem está construindo quanto para quem está reparando, a Construcor oferece a melhor solução além de uma equipe especializada. Ligue agora e agende uma visita: 11 98132-5973 / 11-94775-1619.

#tiradúvida #banheiro #impermeabilização

4 visualizações