Buscar
  • construcorreformas

Iluminação: 29 projetos com os diferentes tipos de lâmpadas para você se inspirar


Confira como cada lâmpada funciona dos diferentes tipos de ambientes e escolha o tipo ideal para sua decoração. Escolha seu projeto que mais lhe inspirou e entre em contato com a Construcor para realização contato.construcor@gmail.com

1. Na sala de TV

Luminárias, spots e arandelas com lâmpadas amarelas e saídas duplas de luz deixam o cantinho do filme supergostoso. Não precisa exagerar na quantidade de luz. Afinal, para assistir a TV, escutar música ou curtir o gato você não precisa de holofotes. Ponha luminárias de chão ao lado do sofá, que ajudam a iluminar e não atrapalham. No teto, use spots com luz voltadas para a mesa de centro. É importante para servir petiscos! 2. Clareie e amplie a cozinha

Na cozinha, use lâmpadas frias (fluorescentes que não têm calor nem criam sombra), que aumentam o espaço. Gesso no teto com lâmpadas embutidas é chique. Uma outra opção é usar duas luminárias em caixa de acrílico, que escondem as lâmpadas. Instale em linhas paralelas no centro da cozinha.

3. Suavidade pro casal

No quarto use uma iluminação indireta! É simples: deixe lâmpadas de intensidade baixa escondidinhas em cantos estratégicos: num vão entre dois móveis, em cima de um espelho ou num desnível de gesso, como na foto. Em cada lado da cama, coloque abajures com interruptores separados. Isso dá independência ao casal.

4. Luz objetiva no escritório

O segredo deste ambiente é colocar uma luminária de mesa focada perto do computador. Use lâmpadas frias. As de LED são mais caras, mas gastam menos energia e duram mais. É legal ter uma luz centralizada no teto e outros focos de luz perto de prateleiras, livros e poltronas.

5. Luz geral fluorescente

Nesta cozinha projetada por Leonardo Magalhães, as lâmpadas fluorescentes foram escolhidas para iluminar o ambiente como um todo. Elas estão dentro das sancas, fornecendo a luz clara que ilumina o trabalho do cozinheiro. Para criar um jogo de luz na parede, o profissional também lançou mão de lâmpadas dicroicas.

6. Lâmpadas fluorescentes no closet

No centro do closet, foi colocada uma sanca com lâmpada fluorescente para fornecer a claridade necessária para a escolha das roupas e visualização das peças. Usou-se também luminárias LED embutidas em um recorte no gesso da bancada para criar um efeito pontual com os espelhos.

7. Sanca com fluorescentes

A área social e de vestir do quarto de casal conta com um sanca que percorre toda a extensão de suas laterais. Dentro dela, lâmpadas fluorescentes fornecem uma luz amarela que se espalha pelo ambiente. No lustre central também foram usadas fluorescentes para iluminar o espaço como um todo. Projeto de Leonardo Magalhães.

8. Atrás do espelho

A área do lavabo é reduzida e um grande espelho ajuda a ampliar esse espaço. Atrás dele, a lâmpada fluorescente está embutida, emitindo uma luz sutil e funcional que se espalha pelo ambiente, dispensando o uso de mais complementos.

9. Fluorescente tubular

Neste escritório de uma profissional de estética, as lâmpadas escolhidas foram as fluorescentes por proporcionarem uma luz mais uniforme. Elas estão presentes nas sancas e também na luminária pendente, que direciona a iluminação para a área de trabalho. A cor da luz é mais amarelada para proporcionar maior aconchego ao ambiente.

10. Setorização com halógenas

Nesta sala, predominam as lâmpadas halógenas. A arquiteta Ana Paula Barros fez uso delas para criar diversas cenas em um mesmo ambiente. O pendente meia-esfera fica sobre a mesa, delimitando o espaço de comer. Spots embutidos com dicroicas iluminam a cozinha e arandelas decorativas e balizadores determinam a área da escada.

11. Dicroicas para o espaço pequeno

Como espaço da sala era reduzido, foi necessário agrupar diversas funções em um mesmo ambiente. Neste projeto procurou-se delimitar essas áreas sem nada que atravancasse o espaço e para isso lançou mão da iluminação com lâmpadas halógenas dicroicas, que pontuam e delimitam os pontos de estar, jantar e home theather.

12. Iluminação como destaque

Nesta área externa de uma residência, as lâmpadas halógenas foram usadas como iluminação direcionada. Elas destacam as plantas com luz na cor ver e na área da churrasqueira, dão um toque de aconchego, compensando os materiais de revestimentos rústicos.

13. Corredor com focos de luz

Junto da faixa horizontal e fotos, as lâmpadas halógenas dicroicas criam um caminho que conduz quem atravessa este corredor. Os moradores da residência optaram por essas lâmpadas para criar esse caminho e também destacar as fotos dos moradores e adesivos com trechos de música que marcaram sua vida.

14. Diferentes tipos de halógenas

Aqui combinou-se diferentes tipos de halógenas neste ambiente para compor o jogo de luz. Sobre a estante, estão lâmpadas PAR30, de luz fraca. Já no teto estão três lâmpada AR111, que tem uma luz mais forte. Por fim, na luminária de chão foi usada uma PAR20, também de luz fraca, para criar um efeito no tecido da cortina.

15. Incandescentes na sanca

Nesta sala, usou-se um cabo de sanca com cinco lâmpadas incandescentes que dão claridade ao ambiente. As luminárias, abajures e spots complementam a iluminação com efeito decorativo.

16. Refletoras no lustre

Nos rasgos do teto, lâmpadas incandescentes criam a iluminação indireta que se espalha pelo quarto. Também usou-se incandescentes refletoras (mini spot) na luminária pendente, usando a iluminação direcionada das luzes para criar um efeito no teto e piso.

17. Lâmpadas no estilo vela

Para complementar o estilo sofisticado da sala, o lustre de cristal recebeu lâmpadas incandescentes tipo vela. Apesar do efeito decorativo, ela também ajuda a iluminar o ambiente, complementando o trabalho do cabo de sanca com cinco lâmpadas incandescentes tipo bolinha.

18. Cenas de luz

Nesta sala de jantar, as lâmpadas incandescentes da sanca criam uma iluminação indireta, que chega a todo o ambiente de forma agradável. O pendente com uma incandescente refletora mais forte cria uma luz focada para as refeições. A opção entre acender as cenas separadas gera cenários para diferentes momentos.

19. Com controle de intensidade

Dimerizadores foram usados na iluminação desta sala para que a intensidade da luz pudesse ser controlada. As lâmpadas incandescentes localizadas na sanca deixam a sala clara, mas podem ter a luz diminuída para momentos de conversa ou para assitir um filme.

20. Céu estrelado com LED

Este dormitório de bebê foi iluminado unicamente com a tecnologia LED. Pontos da luz em diferentes tamanhos foram intercalados para criar o efeito de céu estrelado. Nos nichos do painel com ursinhos, usou-se embutidos para dicroica com lâmpadas LED, as mesmas utilizadas sobre a bancada do trocador. Mas sancas, fitas também de LED, finalizam o projeto de iluminação.

21. Texturas com luz

Em apenas 9 m², foi preciso criar um spa para um casal que fosse viável dentro de uma casa e que trouxesse elementos da cultura oriental. Como não caberiam muitos objetos, a luz foi seu principal artifício. O lustre central, com lâmpadas LED, produz texturas na parede. E os tubos de parafina, que parecem velas na verdade têm LEDs, que não esquentam muito, no seu interior. Completa o efeito o LED de luz azulada no cachepô sobre o aparador.

22. Emoldurando o espelho

Para sair do convencional neste lavabo, optou-se por não colocar pontos de iluminação no teto. Algumas lâmpadas dicroicas estão no chão e criam efeito nas paredes. Atrás do espelho foi usada uma fita de LED laranja, que dá a percepção de emolduramento do espelho. O conjunto resulta em uma iluminação agradável para os olhos.

23. LEDs para cozinhar

Hoje a cozinha é um ponto de encontro das casas e foi pensando nisso que os moradores optaram por usar LEDs em toda a iluminação do ambiente. Além do baixo consumo de energia, a tecnologia permite uma visualização completa dos alimentos. Na ilha central, o painel tem água em movimento iluminada por LEDs vermelhos, despertando os sentidos de quem está no ambiente.

24. Pontos de luz

As luzes direcionáveis são o grande segredo deste quarto. Ao lado da cama, usou-se duas luminárias Kelvin Led, da marca italiana Flos. Elas podem ser direcionadas para a leitura, proporcionando uma luz funcional, ou voltadas para a parede, criando um efeito de sombras, com pontos de luz, que ilumina o ambiente de forma aconchegante.

25. Funcionalidade e estilo

A mistura dos diferentes tipos de lâmpadas nesta cozinha foi a opção para mesclar estilo com funcionalidade. As halógenas sobre a bancada e fluorescentes no centro da cozinha criam uma iluminação de serviço. Já as fitas de LED ao redor da mesa e do painel dão um toque de modernidade ao ambiente, bem como as fluorescentes tipo vela no lustre colorido.

26. Efeito de cena

A brigadeiria pedia uma iluminação cênica e aconchegante. Dentro das sancas, fluorescentes são a solução de luz geral para o ambiente de pé direito muito baixo. As halógenas são pontuais e destacam peças do mobiliário e produtos. Por fim, incandescentes na arandela têm efeito decorativo, para deixar o espaço mais aconchegante.

27. Luz dramática

Os proprietários deste apartamento queriam dois tipos de iluminação: uma funcional, para as tarefas do dia-a-dia e outra mais baixa e dramática, para receber os amigos. Na sanca, duas opções de luz. Uma fluorescente amarela que gera uma iluminação mais difusa e geral e uma mangueira LED de luz baixa, perfeita para tomar um vinho. No teto, minidicroicas direcionaveis valorizam os objetos e uma halógena AR no centro da sala tem um foco mais forte, também de efeito dramático.

28. Cada lâmpada, uma função

Neste quarto, o mix de lâmpadas serve para criar um clima aconchegante e funcional ao mesmo tempo. Na parte superior da cama, uma mangueira de LED proporciona uma luz mais cênica, para momentos íntimos. O plafon com incandescente e as dicroicas em spots criam uma iluminação geral para a moradora se arrumar. Por fim, a luminária com LED é uma luz direcional para os momentos de leitura.

29. Focos de atenção na sala de jantar

Um lustre baixo e com luz quente (amarela) deixa sua mesa no centro das atenções. Repare, é assim que os restaurantes finos fazem. Capriche na escolha dessa peça! É a primeira coisa que as pessoas olham numa sala. O truque para harmonizar a decoração é usar um lustre que siga o formato da mesa. E sabe a velha dica de aumentar o ambiente com um espelho numa parede? Ponha um aparador na frente dele e direcione um foco de luz por cima. A sala "cresce"!

Fonte: Revista Claudia

Projetos lindos precisam de uma execução perfeita. A Construcor tem todo o expertise necessário para executar a sua obra do começo ao fim. Entre em contato conosco!

#fluorescente #iluminação #projeto #sanca #espelho #dicroica #LED #halógenas

9 visualizações