Buscar
  • construcorreformas

10 ladrilhos hidráulicos que são como obras de arte Belos e resistentes, os revestimentos possuem um


Com acabamento de alta qualidade, o material pode ser o ponto-chave da decoração (Foto: Divulgação)

Artesanal e com o charme da tradição, o ladrilho hidráulico é uma escolha criativa para acabamentos internos e externos. Com alta resistência, esse revestimento cimentício faz bonito ao exibir sua arte em pisos, paredes e até tampos de mesa. Atualmente, importantes arquitetos, designers e artistas desenvolvem séries de ladrilho em que abusam de formas e cores, sem esquecer de incluir algumas releituras e muitas referências. Veja nas fotos abaixo uma lista de opções com estilos variados e design surpreendente.

Rua da Carioca, obra do designer de interiores Fabio Galeazzo para a Brasil Imperial, homenageia Cartola (1908-1980), um dos mais importantes compositores brasileiros. O estímulo vai além da visão. “A ideia foi trazer o ritmo das músicas para o piso, como se a escolha dos padrões pudesse acontecer pela empatia em relação às canções representadas por cada um”, comenta. São sete modelos hexagonais, de 20 x 23 cm a unidade, batizados com palavras relacionadas às letras do artista: Alvorada, Divinas, Inocência, Labareda, Minha, Rosas e Samba. (Divulgação)

Itens singelos presentes na vida e na natureza alimentaram a artista plástica Joana Lira na elaboração das linhas Folha e Pássaros com Amor, propostas em parceria com a Dalle Piagge. Concretizado nos revestimentos de 20 x 20 cm está o desejo de levar beleza e aconchego à rotina. "Busquei formas orgânicas que, juntas, pudessem originar ricas brincadeiras de padronização, livres de regras", afirma, antecipando que um novo conceito para a coleção de 2017 já está em estudo. (Divulgação)

A paisagista Catê Poli brinca com o olhar nesta coleção para a Ladrilar. O efeito acontece por meio de padrões geométricos de inspiração vintage. “Pensei em desenhos que pudessem virar painéis e tapetes de piso no jardim, trazendo mais cor, uma característica do meu trabalho”, conta. entre os mais de 30 tons possíveis, os intensos são os preferidos da autora, por realçarem o verde das plantas. O padrão Melancia, de 20 x 20 cm, é um dos três modelos no catálogo. (Divulgação)

Os ladrilhos de 20 x 20 cm da coleção Calu Mar, como o próprio nome sugere, trazem motivos marinhos: peixes, ouriços e outros elementos frequentes na obra da artista plástica Calu Fontes, que assina aqui para a Decortiles. “Acho o mar misterioso, forte, bonito e inspirador, além de ser um lugar onde reabasteço as energias”, diz Calu. As peças podem ser combinadas a gosto. (Divulgação)

Resistentes, os ladrilhos hidráulicos vão de áreas internas a externas, mesmo as sujeitas à umidade (quando bem impermeabilizados). A possibilidade de aplicação em todos os tipos de ambiente permite usar um único piso em toda a construção, o que cria continuidade entre os espaços e reforça a sensação de fluidez, como este trapézio, de 20 x 20 cm, um dos padrões pensados para a Brasil Imperial. Em comum, a geometria minimalista das peças faculta composições com maior ou menor regularidade, de acordo com a opção de repetição dos traços. (Divulgação)

Para a linha taco, inspirada no tradicional revestimento de madeira, a dupla do estúdio tópico, Julia Masagão e Valentina Soares, buscou a essência do ladrilho. “Partimos do desdobramento de desenhos em módulos diferentes que, combinados, gerassem diversas estampas, regulares e irregulares”, diz Julia. Permitindo inúmeros arranjos, os modelos hexagonais, de 15 x 15 cm, foram viabilizados a partir da parceria com as arquitetas do Sub Estúdio, que os usaram em seus projetos. Na Dalle Piagge. (Divulgação)

Numa visita à fabricante Ladrilar, a dupla Paola Croso e Jejo Cornelsen, do Studio Passalacqua, se deparou com o modelo Rondini aplicado no chão, já bastante desgastado. O achado cabia perfeitamente à proposta dos dois de elaborar coleções a partir da recuperação de antigos moldes, além de desenhos próprios. “Já fizemos o padrão voar com os azuis do artista francês Yves Klein (1928-1962) para um projeto e com tons celestes para a cobertura de um apartamento carioca... ele também fica lindo nas cores craft e preta”, afirma. (Divulgação)

Com a intenção de integrar um painel, nasceu o personalizado ladrilho Lineando, de 20 x 20 cm, das arquitetas Julliana Camargo e Marcela Madureira. “Queríamos uma composição com movimento”, conta Marcela. O padrão geométrico não só confere ritmo às peças como também certa liberdade na hora do arranjo final. “As linhas, formas e tons se completam, oferecendo a impressão de continuidade no todo.” O material é produzido pela Ornatos. (Divulgação)

Na coleção São João, um colorido e animado casamento acontece entre o revestimento hidráulico e as estampas típicas dessa celebração popular brasileira. Com a assinatura do designer Marcelo Rosenbaum para a fabricante Brasil Imperial, o motivo Palha faz referência ao material trançado que dá forma ao chapéu do noivo nas quadrilhas de dança. Participam dessa roda, ainda, os padrões Bandeira, Xadrez e Balão. (Divulgação)

Conhecidas pelo design em superfícies variadas, as primas e sócias do Studio Loom, Carolina e Alessandra Fontana, inspiraram-se nas obras da artista ucraniana Sonia Delaunay (1885-1979) para pensar a coleção Odessa. “A Sonia também explorava diferentes meios”, conta Carolina. As peças de 20 x 20 cm exibem tons vibrantes e linhas que dão a sensação de movimento. “São padrões atemporais e contemporâneos.” À venda na Casa Franceza. (Divulgação)

Fonte: Arquitetura & Construção

#ladrilhohidráulicorevestimentotendência

73 visualizações